Outubro Rosa reforça a luta contra o câncer de mama.

pag-3-principal-701x467

O mês de outubro chegou e com ele o Outubro Rosa – a campanha que incentiva o autoexame para o diagnóstico precoce do câncer de mama, que é o mais comum nas mulheres. Só no Brasil, são 58 mil casos por ano. Apenas 24,4% das mulheres, com idade entre 50 e 60 anos, fazem a mamografia pelo SUS (Sistema Único de Saúde). Com isso, quando a doença é diagnosticada, já atingiu um estágio avançado.

A prevenção deste tipo de câncer não é totalmente possível em função da multiplicidade de fatores relacionados ao surgimento da doença e ao fato de vários deles não serem modificáveis. De modo geral, a prevenção baseia-se no controle dos fatores de risco e no estímulo aos fatores protetores, especificamente aqueles considerados modificáveis. Confira a lista com alguns fatores:

1. Varie a alimentação ao máximo. Frutas, legumes, verduras e leguminosas, como grão-de-bico, lentilha e feijão branco, são alimentos de origem vegetal que ajudam a prevenir o câncer de mama. Além de inibir a chegada de compostos cancerígenos às células, tais alimentos têm o poder de consertar o DNA danificado quando a agressão já estiver iniciada ou de pelo menos interromper a multiplicação desordenada, caso o conserto não seja possível;

2. Mulheres acima dos 40 anos já devem se preocupar mais com o câncer de mama e fazer a mamografia anualmente. Se houver algum histórico de caso na família, em parentes de primeiro grau como pai, mãe, irmãos e filhos o controle deve começar antes.

3. Não é aconselhável que mulheres na menopausa com histórico familiar de câncer de mama façam reposição hormonal. Caso necessite, faça sempre sob orientação estrita de um médico;

4. Não fume. Estudos científicos garantem que fumar, a longo prazo, aumenta o risco de incidência da doença em algumas mulheres;

5. Faça o autoexame. O câncer de mama é silencioso, o que torna difícil a detecção de sintomas. Além de consultar um ginecologista, nunca dispense fazer o autoexame, pois é através dele que mais de 80% dos tumores são descobertos;

6. Evite ingerir bebida alcoólica. O consumo de álcool, por menor que seja, pode aumentar o risco de desenvolvimento do câncer. A possibilidade se torna ainda maior quando a bebida alcoólica é associada ao tabaco;

7. Pratique uma atividade física regularmente que lhe dê prazer e saia do sedentarismo. Pessoas obesas produzem mais estrogênio, um hormônio feminino responsável pelo aparecimento do câncer de mama;

8. Um banho de sol de 10 minutos, antes das 10 horas ou após as 16 horas, não faz mal a ninguém. Pelo contrário. A leve exposição aumenta a produção de vitamina D, que ajuda a evitar a doença;

9. Amamente o máximo de tempo possível. As mães que amamentam seus bebês por pelo menos um ano reduzem o risco de desenvolver o câncer de mama futuramente.

cancer-de-mama2

É possível driblar o problema sem perder a autoestima.

A advogada Fernanda Chain, de 48 anos, foi diagnosticada com câncer de mama em 2016 e fez mastectomia. Para enfrentar a baixa autoestima, Fernanda teve a ideia de criar mamas de alpiste. Além de produzir essas mamas, a advogada envia para outras mulheres. O melhor de tudo é que é bem fácil e qualquer pessoa pode fazer em casa.

Você vai precisar de um par de meia de náilon 3/4 nova, um medidor, tesoura e alpiste. A durabilidade é de um ano. Confira a lista com a quantidade de alpiste para cada tamanho de sutiã e aprenda a fazer no vídeo!

https://globoplay.globo.com/v/6187897

>> Tamanho 40 – 150 ml de alpiste

>> Tamanho 42 – 180 ml de alpiste

>> Tamanho 44 – 220 ml de alpiste

>> Tamanho 46 – 300 ml de alpiste

>> Tamanho 48 – 380 ml de alpiste

>> Tamanho 50 – 450 ml de alpiste

>> Tamanho 52 – 500 ml de alpiste

>> Tamanho 54 – 600 ml de alpiste

mama-dealpiste2

Fontes: Gshow, Revista Cosmopolitan, Universidade Federal de São Paulo, Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


+ 9 = 14

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>