Histórias da S.C.A. – Capitulo 3: da produção de pias aos móveis

Para comemorar os 45 anos de história da S.C.A., durante o ano iremos trazer
a você posts que mostram a trajetória de nossa empresa. Uma história de um
sonho e da conquista, não só de seu fundador Augusto Manfroi, como a de
todos que fizeram, e ainda fazem, parte dela.

Da produção de pias aos móveis; um grande passo que mudaria definitivamente o rumo da S.C.A.

O início da produção dos móveis próprios junto as pias, levou a Augusto Manfroi & Filho, nome da empresa nesta época, a incrementar a unidade através da contratação de mão de obra e compra de equipamentos. Inicialmente, os móveis eram feitos de forma artesanal do início ao fim; nada muito complexo, mas exigia um acabamento artístico. Com o foco na qualidade do acabamento e na rapidez da entrega, logo a empresa fecharia bons pedidos incluindo, além das pias, os móveis, indicando que o novo negócio traria muitos frutos. Em pouco tempo as pias se tornariam coadjuvantes.

Em 1975, a Augusto Manfroi & Filho fez mais um investimento para garantir um de seus diferenciais: o prazo de entrega. Com caminhões próprios – em poucos anos a frota era comparada a de uma pequena transportadora – estava garantida a entrega com qualidade e pontualidade.

Dois anos depois, em 1977, junto com a euforia do setor moveleiro que passava a ser a primeira economia da cidade de Bento Gonçalves, acontecia um inesperado salto de vendas para a empresa. Em apenas três anos passou de 10 para 41 colaboradores, trabalhando dois turnos para atender a grande demanda de bens de consumo. Era o momento de estruturar a área industrial, adotando definitivamente a produção em série.

Em 1978, o prédio da Rua Humaitá já não comportava o crescimento vertiginoso da empresa. Com a aquisição de maquinário para ampliar a produção, ficava clara a necessidade de um novo passo: mudar sua sede. E foi em um passeio de final de semana da família que uma placa de vende-se, no alto do morro, no Vale dos Vinhedos, chamou a atenção de todos. Negócio fechado. Em 1980, a nova estrutura fabril estava encaminhada e, com a ampla participação dos filhos Sérgio, Claudio e Gilmar na indústria, a razão social muda novamente para Augusto Manfroi & Cia. Agora a empresa não pensava apenas em sobreviver, podia se dar o direito de pensar no futuro, de empreender.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


7 + = 15

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>